International Champions Cup recebe as melhores equipas da Europa

300

Escrito por João Teles Grilo

Tradução e voz João Teles Grilo

A sexta edição da International Champions Cup dá as boas vindas aos Estados Unidos 18 das mehores equipas nos ranking mundiais de futebol. Real Madrid, Manchester United e F.C. Barcelona são algumas das equipas que todos estão ansiosos para ver jogar ao vivo.

Depois de cinco edições fascinantes com partidas realizadas em vários países, os jogos da edição deste ano serão realizados maioritariamnte nos Estados Unidos. De um total de 27 partidas, 17 serão jogadas em solo Americano.

A Inglaterra é o país mais representado com seis equipas seguida de quatro Italinas, três Espanholas, duas Francesas e Alemãs e um representante de Portugal. Estas equipas juntas contam com inúmeros titulos nacionais e planteis muito caros.

Devido ao Campeonato do Mundo de 2018 não veremos em campo jogadores como Cristiano Ronaldo, que aos 33 anos fez uma mudança sensacional que custou aproximadamente 100 milhões de doláres à Juventus. No entanto, estrelas mundiais como Mohamed Salah, Gareth Bale e Alexis Sanchez são presença garantida para entretenimento dos fãs.

Charlie Stillitano, Presidente Executivo da Relevent Sports que dirige a ICC, disse “É suposto termos todos os jogadores das seleções que não passaram dos oitavos de final e alguns jogadores que participaram nos quartos de final poderão vir preparar-se para a próxima época.”

No passado sábado, 28 de Julho, a International Champions Cup proporcionou uma grande partida na Arena Red Bull, casa dos New York Red Bull. O jogo entre o S.L.Benfica e a Juventus F.C. aumentou ainda mais a reputação do torneio. Ambas as equipas não deixaram que a mentalidade de pre-época abrandasse o ritmo competitivo que implementaram no encontro.

Antes do jogo começar um fã italiano disse “Este vai ser um jogo fácil para a Juventus. O resultado final vai ser 3-0.” Os adeptos portugueses não estavam tão confiantes mas mesmo assim acreditavam no desempenho da sua equipa. “É sempre dificil jogar contra a Juventus mas o Benfica ainda é o Benfica,” disse um fã português que vive em New Jersey há mais de 25 anos.

Dois adeptos da Juventus e Benfica disfrutam da fan zone com grande desportivismo. (João Teles Grilo)

A primeira parte foi dominada pela equipa portuguesa enquanto que a segunda pertenceu à nova equipa de Cristiano Ronaldo. Apesar de ele não estar presente devido à sua participação no Campeonato do Mundo, a sua equipa marcou o ritmo da segunda parte contra os 36 vezes campeões nacionais Portugueses.

A alta pressão do Benfica na primeira metade do encontro fez a diferença e nem com a presença de jogadores de nível mundial como Giorgio Chiellini, Miralem Pjanic e Sami Khedira, a Juventus foi capaz de mudar o sentido do jogo. Com as subsituições o Benfica perdeu a sua superioridade e a Juventus começou a mostar o porquê de estar entre os favoritos a ganhar a Liga dos Campeões todos os anos.

A Juventus teve as melhores oportunidades para abrir o marcador mas o guarda-redes do Benfica, Vlachodimos que esteve a alto nível durante os 90 minutos, ia mantendo as redes portuguesas intransponiveis.

Contra a maré do encontro e controlo por parte da Juventus, o Benfica aproveitou um livre e Alex Grimaldo marcou primeiro de forma fantástica. O defesa esquerdo ex-Barcelona fez levantar a bancada portuguesa assim que a bola furou as redes.  

Com apenas vinte cinco minutos para jogar, a Juventus continuous a pressionar para empatar o encontro. Depois de acertar no poste, era somente uma questão de tempo até aparecer o golo. Ao minuto 84 uma jogada de gênio do jovem Luca Clemenza empatou o jogo.

Depois dos 90 minutos o jogo foi decidido na marcação de penaltis dando a vitória aos campeões Italianos depois do Benfica falhar dois penaltis.

Joao Grilo
Jogador da Juventus prepara-se para marcar o pênalti não dando qualquer hipótese ao guarda-redes do Benfica. (João Teles Grilo) 

Um grande jogo apreciado pelos fãs de ambas as equipas. No final do encontro os adeptos benfiquistas estavam contentes com o desempenho geral perante uma equipa tão poderosa enquanto que os fãs da Juventus sairam felizes pela maneira como a equipa se bateu na segunda parte. “Eu mal posso esperar que o Dybala, Ronaldo e Douglas Costa regressem. Estaremos mais fortes e o meu sonho de vencer a Liga dos Campeões outra vez está mais próximo de realizar-se,” disse um adepto da Juventus á saída.

Ainda há grandes partidas por realizer-se na ICC e os fãs mal podem esperar para ver jogar Sergio Ramos e Toni Kroos que ganharam pela terceira vez consecutiva a Liga dos Campeões pelo Real Madrid.

Fique a par de toda a informação do torneio no website oficial www.internationalchampionscup.com, descarregue a aplicação no seu telemóvel ou siga intchampionscup no Instagram. Os bilhetes estão também disponiveis no website.

Print Friendly, PDF & Email