Alunos da BYU encontram mais sabor com tecnologia

404

Tradução e voz por Karol Fialho

O Chase Abel, veterano do curso de Engenharia Elétrica, comecou o vídeo de culinária do Buzzfeed Tasty e começou a seguir as instruções. Ele tinha acabado de começar a bater o cream cheese quando ele rapidamente teve que pausar o vídeo de instruções. O vídeo deu-lhe o próximo passo da receita antes de terminar o que ele começou.

Quando ele estava pronto, ele começou o vídeo novamente. Abel adicionou açúcar, ovos e um óleo de hortelã-pimenta para extrato de hortelã. A cozinha cheirava a hortelã quando ele terminou a parte do cheesecake do brownie de chocolate com menta. Os “milenios” são mais propensos a usar a tecnologia quando cozinham e os estudantes da BYU seguem a tendência. A familiaridade com a tecnologia está a impulsionar a maneira como os jovens adultos cozinham, por causa das respostas às suas perguntas ou uma receita boa que esta a apenas um clique.

Existem dezenas de aplicativos de smartphone disponíveis em todas as plataformas, assim como listas e classificações on-line que afirmam conhecer os melhores aplicativos de culinária para usar. Incluindo sites de culinária como o The Daily Meal e sites de tecnologia como o Digital Trends. Vários aplicativos, ambos gratuitos ou não, contêm recursos como organização de receitas, guias passo a passo para cozinhar, fotos da refeição em cada etapa, para que o cozinheiro possa ter certeza de que está no caminho certo, opções de substituição, avaliações e receitas por grupo de alimentos.

Skyler Southam e Drew Jensen, calouros de administração e ciência da computação, respectivamente, acompanharam o aplicativo móvel Big Oven, um aplicativo que eles escolheram de uma lista on-line que afirmava os 10 melhores aplicativos de culinária. Os dois escolheram fazer crepes porque a receita parecia relativamente fácil. Ambos os rapazes tinham experiência na cozinha por causa de suas missões SUD, mas disseram que cozinhar na América do Sul é diferente de cozinhar na faculdade. Jensen disse que muitas vezes recorre ao macarrão com queijo por preguiça.

Uma vez que a receita de crepe foi escolhida, foi fácil seguir, pois oferecia informações sobre as instruções e ingredientes, de acordo com Southam. “Normalmente eu não usaria o aplicativo porque posso encontrar qualquer receita on-line se já sei o que quero fazer”, disse Southam. “A única razão pela qual eu usaria o aplicativo novamente é se eu não tivesse certeza do que queria fazer e achasse uma receita por meio do aplicativo”.

Southam e Jensen concordaram que usariam a internet para encontrar receitas para refeições específicas. Jensen disse que a receita ficou ótima e tinha um sabor delicioso. Junto com aplicativos vêm os blogs de comida e sites de culinária. Esses sites são voltados à ótimas experiências gastronômicas para providenciar e oferecem muitos dos mesmos recursos que os aplicativos. Um desses sites é o Pinterest, um site que não é dedicado à receitas, mas é uma fonte de muitas opções de receitas. O Pinterest geralmente vincula receitas a vários blogs e aplicativos.

A bioquímica Becca Clark disse que usa o Pinterest frequentemente para encontrar receitas e ideias. Ela disse que vai simplificar as receitas do Pinterest tornando os ingredientes mais aplicáveis ​​ao seu atual estilo de vida estudantil. Clark disse que ela não pagaria por um aplicativo de culinária. “É para isso que são minhas chamadas para a minha mãe”, disse ela. “Não é apenas gratuito, mas vem com conversa divertida e apoio amoroso.”

A estudante de medicina, Elise Glazier, disse que seguiu uma receita do Pinterest para arroz frito e chow mein. “Eu estava animada para ver como as refeições sairiam porque as refeições estavam fora do meu repertório normal”, disse ela. “Fiquei surpresa com o quanto as receitas foram feitas, mas achei que elas ficaram muito boas”.

Glazier disse que gosta de cozinhar, mas só encontra tempo para experimentar novas receitas nas tardes de domingo, quando não tem aula ou trabalho para se preocupar. Ela e seu marido Seth desfrutam de uma variedade de alimentos, ela disse.

Pinterest é o meu favorito”, disse Glazier. “Tem novas ideias e atualização de ideias antigas que me fazem sentir que estou fazendo algo novo e divertido.” Juntamente com o Pinterest, os alunos têm a opção de assistir a vídeos de culinária. Embora os blogs e os aplicativos possam ter vídeos mostrando vários estágios do processo, os vídeos de culinária servem para mostrar como cada etapa deve se parecer e para acompanhar os chefs por toda a receita. Então, os chefs não terão que seguir instruções escritas.

Lauren Harker, uma estudante de “fitness” e bem-estar, disse que adora assistir aos vídeos populares de culinária do Buzzfeed Tasty que aparecem em seu feed do Facebook. Ela disse que tentou seguir uma das receitas, mas não foi tão fácil quanto pensava. “Eu achei que assistir só ao vídeo não me daria informação o suficiente”, disse Harker. “Eu precisei de ler as instruções passo a passo para torná-la melhor.”

Abel concordou que os vídeos são um pouco acelerados para chefs inexperientes. “(Tasty) tinha uma cozinha limpa e tinha muitos dos ingredientes já prontos, então foi bom assistir”, disse Abel. “Mas a única coisa que foi difícil de seguir, foi que o vídeo foi muito rápido.” Abel disse que ele teve que pausar o vídeo com frequência para acompanhar as instruções. No entanto, ele disse que a receita estava no final da página, então no futuro ele prepararia seus ingredientes com antecedência, seguiria o vídeo e esperançosamente só teria que pausar o vídeo três ou quatro vezes.

“(Com o vídeo), você pode ver como deve ficar quando adiciona os ingredientes”, disse ele. “Fica mais fácil para seguir. Você pode ter certeza de que está fazendo a coisa certa.” Enquanto o produto final não parecia tão perfeito quanto a foto da capa da receita, Abel disse que ficou delicioso, e todos que provaram os aperitivos gostaram. Com tantas opções de tecnologia para ajudar a cozinhar, os alunos podem ficar sobrecarregados com escolhas, levando-os a manter a escolha mais fácil possível.

Candace Brock, uma caloura de treino esportivo, disse que acha que os aplicativos de culinária são um desperdício de dinheiro, e ela não conseguia pensar em um recurso que valesse o custo. Ela também afirmou que ela raramente cozinha por causa de seu estilo de vida corrido. Por causa de seus estágios, trabalho e agenda de atletismo, Brock geralmente sai de casa às 6 da manhã e retorna por volta das 11 da noite.

“Eu nunca pagaria por um aplicativo de culinária”, disse Brock. “Hoje em dia, você pode conseguir qualquer coisa que você precisa de graça na internet.” Esta afirmação contrasta com a opinião de Austin Rasmussen. Rasmussen é um veterano que ciências do exercício. Ele disse que não usa aplicativos, mas estaria interessado em adquirir um.

Ele disse que um aplicativo precisa fornecer um segmento com um chef que anda passo a passo fazendo um prato, muito parecido com um programa da Food Network. O aplicativo exigiria uma guia de “metas” para acompanhar quantas refeições ele planeja cozinhar e um recurso de “proporção” que o ajudaria a ver de quais grupos de alimentos ele tinha comido.

Muitos aplicativos, vídeos e pesquisas podem ser feitos on-line, onde os Millenials se sente em casa. Esses estudantes costumam usar a ao invés de um livro de receitas de impressão, que poucos entrevistados disseram possuir. Isso ocorre devido à conveniência de usar um dispositivo que eles já carregam e a familiaridade que eles têm com todos os recursos do dispositivo.

Entre todas as opções, os estudantes escolheram o Pinterest como principal fonte de ajuda e receitas culinárias, devido à facilidade de uso e opções variadas. O Pinterest também possui links para muitas outras opções, levando os alunos a acreditar que é o melhor lugar para encontrar qualquer coisa que eles gostem mais.

É menos provável que os aplicativos atraiam a atenção dos alunos por causa de sua capacidade de encontrar as mesmas informações gratuitamente, sem ocupar o precioso espaço de armazenamento. Enquanto alguns alunos preferem aplicativos, a maioria pode ser encontrada usando opções mais fáceis.

Para aqueles que não usam o Pinterest ou aplicativos, uma pesquisa no Google voltou como outro lugar provável para a ajuda culinária. Os alunos frequentemente usavam o Pinterest para encontrar uma receita e o Google para fazer perguntas no decorrer do caminho, certificando-se de que a receita estava seguindo as instruções corretamente.

Print Friendly, PDF & Email